CURIOSIDADES
“Agora é tarde Inês é morta”.

Provavelmente você já ouviu esse dito popular. Por que Inês e não outro nome? Por que ela é morta? Qual o significado desse dito? Tudo se baseia em fato histórico, que, mais tarde, foi cantado em versos por Camões e também por outros autores.

Vejamos resumidamente a história. Inês de Castro (1320 – 1355), famosa por sua beleza, era de origem Castelhana, mas vivia na corte portuguesa onde tornou-se amante do príncipe herdeiro D. Pedro. Com a morte de Constança esposa de D. Pedro, eles passaram a viver juntos e tiveram inclusive 3 filhos. Isso desagradava o rei, D. Afonso IV que se preocupava com a origem espanhola de Inês.
Aproveitando uma viagem do filho, D. Afonso consentiu no assassínio de Inês. Quando se tornou rei, D. Pedro ordenou que se desenterrasse Inês, para que numa cerimônia palaciana, fosse rainha depois de morta. Hoje a frase é usada para conceituar a inutilidade de certas ações. Ver mais no pulo-do-gato Fraseologia